MPLA saberá gerir retirada do Presidente José Eduardo dos Santos

Secretário-geral do MPLA - Julião Mateus Paulo (Foto: Pedro Parente)

O secretário-geral do MPLA, Julião Mateus Paulo “Dino Matrosse”, disse nesta sexta-feira, em Luanda, que não haverá alteração no partido com a anunciada retirada de José Eduardo dos Santos da vida política, porquanto a organização saberá gerir a situação.

Instado pelos jornalistas sobre a pretensão de José Eduardo dos Santos de abdicar a vida política activa em 2018, o dirigente partidário não entrou em detalhes, limitando-se a dizer que o assunto será analisado nos próximos dias num fórum apropriado.

“O MPLA está preparado para todas as circunstâncias”, declarou o secretário-geral do partido que sustenta o governo angolano.

No seu discurso de abertura da 11ª sessão ordinária do Comité Central do MPLA, José Eduardo dos Santos comunicou que tomou a decisão de deixar a vida política activa em 2018, isso depois de ter resumido a sua trajectória política, iniciada em 1960, com 18 anos de idade.

Por sua vez, a secretária-geral da Organização da Mulher Angolana (OMA), Luzia Inglês, disse ter recebido a notícia com alguma tristeza, por um lado, e com alegria, por outro, justificando que como humano, José Eduardo dos Santos “também precisa de descansar”.

Frisou que de uma forma geral, o anúncio foi recebido com naturalidade, tendo em conta os sacrifícios que José Eduardo dos Santos vem consentido em prol de Angola, desde os seus 18 anos de idade, pelo que é normal que agora pretenda repousar.

“Agora precisamos de nos preparar, procurando pessoas adequadas para substitui-lo, porque tarde ou cedo ele precisará de descansar”, defendeu a responsável da maior organização feminina angolana.

No entanto, salientou que a OMA pretende que José Eduardo dos Santos continue a liderar o MPLA e a dar as orientações necessárias para a vida política que o partido ainda precisa, tendo em conta a experiência acumulada ao longo dos anos.

Luzia Inglês considerou o também Presidente da República uma pessoa sensata, paciente, tolerante e um militante consequente, que desde muito cedo se entregou à política com espírito de missão. (ANGOP)

DEIXE UMA RESPOSTA