Migrantes: Milhares retidos em Idomeni

(EURONEWS)

Milhares de migrantes continuam impedidos de chegar à Europa Ocidental.

De acordo com as organizações humanitárias, mais de 14 mil pessoas, 4 mil são crianças, estão retidas na cidade grega de Idomeni, perto da fronteira com a Macedónia.

O Governo de Atenas prometeu criar no local, nos próximos dias, um centro de saúde para tratar os doentes.

“Estou aqui há quase 10 dias e ninguém se importa connosco. Estão aqui muitas crianças que estão muito doentes e ninguém se interessa. Há muitos idosos, muito doentes, quase a morrer e ninguém quer saber. O que podemos fazer?” questiona um homem.

Migrantes e refugiados desesperam para conseguir atravessar a fronteira. O Governo de Escópia limitou a entrada de homens, mulheres e crianças a 580 pessoas por dia, em direção ao norte da Europa.

Um dos migrantes afirmar que “todos aqueles que têm documentos de Damasco não podem passar. O governo da Macedónia diz-nos que Damasco é uma zona segura mas há pessoas, como eu, que vêm do acampamento de Yarmouk e não é nada seguro.”

Para esta segunda-feira está marcado um encontro entre as autoridades da União Europeia e da Turquia
para discutir o plano de ação conjunto criado para dar respostas à crise de refugiados na Europa. (EURONEWS)

por Miguel Roque Dias | com AFP, REUTERS

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA