Mais de 150 combatentes shebab morreram em ataque com drones dos EUA

(AFP)

Mais de 150 combatentes shebab morreram em um bombardeio americano com drones contra um campo de treinamento na Somália realizado durante o fim de semana.

Segundo o Pentágono, os combatentes estavam planeando um ataque em grande escala.

“Os combatentes treinavam lá e se preparavam para um ataque em grande escala. Sabemos que iam partir do campo e representavam uma ameaça iminente para as forças americanas e da União Africana”, afirmou o porta-voz do departamento de Defensa dos Estados Unidos, capitão Jeff Davis.

Davis disse ainda que o ataque foi realizado no sábado, em um campo situado a 195 km ao norte de Mogadíscio.

Os rebeldes shebab, ligados à Al-Qaeda, multiplicaram seus ataques de grande envergadura na Somália desde o início do ano.

“Sua eliminação reduzirá a capacidade dos shebab de conseguir seus objectivos na Somália, tais como recrutar novos membros, estabelecer novas bases e programar ataques contra forças americanas e da Amison (Missão da União Africana na Somália)”, afirmou o porta-voz do Pentágono. (AFP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA