Liga portuguesa, J27: Quando o sofrimento e a nota artística valem os mesmos pontos

(EURONEWS)

Benfica, Sporting e Porto venceram os seus encontros relativos à 27ª jornada da Liga Portuguesa pelo que na frente, tudo na mesma. Apesar de valerem todas três pontos, foram três vitórias distintas. O triunfo do Benfica no Bessa caiu do céu, o do Sporting frente ao Arouca foi conseguido com nota artística, o do Porto em Setúbal foi tranquilo mas pouco inspirado.

“Vamos continuar a sofrer até ao fim, só assim é que os campeões se conseguem.” Foram palavras de Jorge Jesus após um jogo em que o Sporting nem precisou de sofrer assim tanto e que parecem ter sido seguidas à risca pelo Benfica. Não se pode dizer que a equipa de Rui Vitória tenha merecido o triunfo frente ao Boavista, mas a verdade é que com muito sofrimento à mistura, saiu do Bessa com os três pontos.

Nem só de inspiração se faz um campeão e a exibição do Benfica foi tudo menos inspirada. As ausências de Gaitán e Mitroglou não justificam tudo, a formação encarnada nunca teve arte nem engenho para ultrapassar a linha defensiva boavisteira.

O único golo da partida nasceu num lance fortuito, já no período de descontos. Pontapé para a frente em despespero de causa, Carcela (!!!) a desviar de cabeça e Jonas a aparecer isolado na cara de Mika. O brasileiro, que pouco ou nada tinha feito durante noventa minutos, não perdoou. Matador é assim mesmo.

A derrota é um castigo demasiado pesado para os axadrezados, que demonstraram uma excelente organização defensiva e tiveram em Rúben Ribeiro um quebra-cabeça constante para a defesa encarnada. Foi graças a ele que o Boavista esteve mais próximo da vitória que o Benfica mas a falta de eficácia boavisteira deitou tudo a perder.

Bem diferente foi a vitória do Sporting frente ao Arouca por 5-1. A equipa de Lito Vidigal bem tentou jogar de igual para igual mas tal como o Boavista, foi vítima da sua própria falta de eficácia. Walter González e Ivo Rodrigues puseram várias vezes a defensiva leonina em sentido mas Rui Patrício disse sempre presente.

Já o Sporting, fazia o que queria do último reduto arouquense e os quatro golos marcados antes do intervalo são perfeitamente justificados. João Mário e o patinho-feio Teo Gutiérrez marcaram dois golos cada. Bryan Ruiz, já no segundo tempo, fez também ele o gosto ao pé. Gegé apontou o tento de honra dos forasteiros.

Em Setúbal, o Vitória foi derrotado pelo FC Porto e somou o oitavo encontro consecutivo sem vencer na Liga Portuguesa. O jogo foi cinzento e teve como único ponto de interesse o golo de Sérgio Oliveira à beira do intervalo.

O Sporting de Braga recebeu e venceu o União da Madeira por 2-0, no entanto a equipa do momento no futebol português é o Nacional. Depois de um início de temporada muito aquém das expectativas, a equipa de Manuel Machado tem vindo a recuperar e foi obrigada a dar a volta ao marcador para conquistar os três pontos frente ao Vitória de Guimarães. O Nacional somou a quarta vitória consecutiva e está já na luta pela Europa, já os vimaranenses estão em queda livre.

Quem voltou a marcar pontos na luta europeia foi o Rio Ave, que se impôs ao Marítimo pela margem mínima, e o Estoril, que foi a Coimbra impor uma pesada derrota (0-3) à Académica.

Para o fim ficaram os dois empates da ronda. Na Mata Real, o Paços de Ferreira não foi além de um nulo na recepção ao Moreirense, em Tondela a equipa da casa recuperou de uma desvantagem de dois golos para conseguir um (raro) ponto frente ao Belenenses.

Melhores marcadores

29 golos: Jonas (Brasil, Benfica);
20 golos: Slimani (Argélia, Sporting) ;
16 golos: Mitroglou (Grécia, Benfica);
15 golos: Bonatini (Brasil, Estoril) ;
14 golos: Bruno Moreira (P. Ferreira) e Rafael Martins (Brasil, Moreirense).

Jornada 27:

Rio Ave – Marítimo, 1-0
Sporting – Arouca, 5-1
V. Setúbal – FC Porto, 0-1
Tondela – Belenenses, 2-2
Nacional – V. Guimarães, 3-2
Académica – Estoril, 0-3
P. Ferreira – Moreirense, 0-0
Boavista – Benfica, 0-1
Sp. Braga – U. Madeira, 2-0

Jornada 28:

Arouca – Académica
V. Guimarães — Boavista
U. Madeira – V. Setúbal
Belenenses – Sporting
Benfica – Sp. Braga
Estoril – P. Ferreira
Marítimo – Nacional
Moreirense – Rio Ave
FC Porto – Tondela

CeB3VKUW4AAdwUl
por Bruno Sousa

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA