Huíla: Responsável desencoraja parto caseiro

Huíla: Recém-nascido na Maternidade do Lubango (Foto: Morais Silva)

O director municipal da saúde em Quipungo, Joaquim André Francisco, recomendou neste sábado que as parteiras tradicionais deixem de assistir partos em casa e acompanhem as parturientes às instituições sanitárias, para protegerem a vida destas e dos seus bebés.

Falando à Angop, no final de um encontro com perto 100 parteiras tradicionais de todo município, o responsável disse que aconselho-as a acompanhar as parturientes às

unidades sanitárias porque ali o parto é mais seguro.

De acordo Joaquim Francisco, as parteiras tradicionais garantiram que entenderam a mensagem e comprometam-se a acatar as orientações das autoridades sanitárias locais.

No município, que dista a 120 quilómetros a Leste do Lubango, são comuns casos de morte materna em partos assistidos por parteiras tradicionais pouco treinadas, um fenómeno massificado, principalmente nas aldeias mais distantes da sede. (ANGOP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA