Huíla: ISPI celebra protocolos com direcção da educação e AAPCIL

Huíla: Sónia Barreto - directora-geral do ISPI (Foto: Morais Silva)

Preocupada com o perfil de saída dos estudantes dos cursos de Gestão e Marketing e Informática e Gestão, assim como o de Ciências da Educação, a direcção do Instituído Superior Politécnico Independente (Ispi) celebrou segunda-feira dois protocolos de cooperação com a direcção provincial da educação e associação Agro-pecuária Comercial e Industrial da Huíla (AAPCIL).

Falando na ocasião, o director provincial da educação, Américo Chicote, que assinou o acordo, disse que as autoridades já vinham reflectindo na possibilidade do protocolo, tendo em conta a necessidade da prática docente dos estudantes do ISPI, a única instituição do ensino superior privado que tem um curso dedicado à formação de professores para o ensino primário.

“Vamos agora criar as condições para se cumprir com esse acordo, o que passa pela indicação das escolas públicas onde, este ano, os primeiros finalistas do curso vão fazer a prática docente, já que a prática é fundamental para o exercício da profissão”, disse o governante.

O segundo protocolo foi assinado com a AAPCIL para os cursos de gestão e marketing e informática e gestão de empresas e segundo o secretário-geral da associação de empresários, Elísio da Costa Lobo, visa garantir estágios em empresas filiadas à organização.

Elísio Lobo frisou que o intercâmbio com a academia já é habitual, por ser uma mais-valia para que a gestão das empresas seja melhor, já que há uma aproximação muito grande dos empresários às tecnologias.

Lembrou que este é o terceiro protocolo com escolas, já que foi feito um com o Instituto Médio de Economia do Lubango e outro com a faculdade de economia da Universidade Mandume.

A directora-geral do Ispi, Sónia Barreto Burity da Silva, disse que o protocolo visa proporcionar aos estudantes a prática docente em escolas do segundo ciclo.

“Saem este ano os primeiros finalistas do curso de ciências de educação, com cerca 120 de um total de 600, virado para a vertente do ensino primário e as aulas práticas resolve um dos problemas que preocupava a instituição”, disse.

O ISPI existe desde Agosto de 2010 e acolhe este ano cerca de três mil e 800 estudantes, distribuídos por 12 cursos. (ANGOP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA