Huíla: FAO continuará apoiar programas de segurança alimentar no país

FAO (DR)

A Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO) vai continuar apoiar os programa de segurança alimentar, gizados pelo Governo angolano, principalmente nas regiões afectadas pela seca no sul do país.

Essa garantia foi dada pelo representante da FAO em Angola, Mamoudu Diallo, quarta-feira, na cidade do Lubango, província da Huíla, quando intervinha na abertura de um seminário técnico sobre segurança alimentar, promovido pelo Ministério da Agricultura com o apoio deste departamento da Organização das Nações Unidas.

A FAO, afirmou, está apoiar o programa de contingência do Executivo angolano

“Estamos acompanhar todos os esforços do Executivo angolano para mitigar as consequências das mudanças climáticas, apoiando a população a nível da segurança alimentar e nutricional, através de projectos nas áreas da agricultura, saúde e nutrição”, argumentou.

Defendeu a necessidade de se antecipar aos acontecimentos e olhar mais além das emergências, investindo-se em programas estruturados, principalmente nas zonas onde se registam secas.

Esses programas estruturados, explicou, visam inverter de forma sustentável a situação actual, transformando as zonas afectadas pelas estiagens em terras de produção auto-suficiente.

O encontro, com duração de um dia, teve o objectivo de promover discussões sobre o impacto das calamidades naturais registadas no país e encontrar mecanismos que viabilizem intervenções coordenadas e multissectoriais, visando melhorar a segurança alimentar e mitigar os efeitos negativos dos fenómenos climáticos. (ANGOP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA