Huíla: Aprovada nova taxa sobre o lixo

Huíla: Vila sede do município da Matala (Foto: José Krithinas)

O conselho municipal de auscultação e concertação social da Administração da Matala, província da Huíla, aprovou uma nova taxa mensal sobre o lixo produzido por produtores singulares que podem pagar em Kz até mil e 700 e dois mil para as empresas, com objectivo principal de manter mais limpo o município.

Em declarações hoje, segunda-feira, à Angop, o secretário executivo em exercício do conselho, Artur José, referiu tendo em conta a actual conjuntura houve a necessidade de inverter o quadro de normas e princípios da administração local, sobretudo na alteração das taxas que eram cobradas para o saneamento básico.

Os preços anteriores se fixavam em 700 e mil Kwanzas, respectivamente. Segundo o responsável, para que os cidadãos e as empresas beneficiem dos serviços, precisam celebrar um contracto com a direcção dos serviços técnicos e determinar a sua localização e calcular a quantidade de lixo que é produzido.

Realçou a importância da colaboração dos munícipes e das empresas, com particular destaque aos estabelecimentos comerciais na contribuição e no tratamento do lixo, para o garante do bem-estar da saúde pública.

O município da Matala tem uma população estimada em 243 mil e 938 habitantes, segundo dados provisórios do Censo/2014, e dista a 180 quilómetros a leste da cidade do Lubango, província da Huíla. (ANGOP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA