Huambo: Jovens concluem 1º módulo de formação em artes cénicas

HUAMBO: Encerramento do curso de artes cénicas (Foto: Edilson Domingos)

Vinte jovens concluíram hoje, segunda-feira, na província do Huambo, o 1º módulo de formação em Teatro, Televisão e Cinema, promovido pela produtora de eventos cinematográficos e audiovisuais “Nevalflor Produções”, em coordenação com a Mediateca local.

O evento, que congregou futuros actores teatrais e cinematográficos durante três meses, visou, entre outros objectivos, contribuir para o relançamento da produção das artes cénicas na província do Huambo.

Na ocasião, o responsável da produtora “Nevalflor”, Nelson Nhanga, disse que a formação tem também como propósito manter o perfil artístico e cultural do Huambo.

O também actor e dramaturgo recordou que o país tem lutado para a diversificação da economia e melhoria das condições de vida da população, na qual a cultura e as artes de entretenimento têm despertado atenção com acções, principalmente com programas ligados ao resgate dos valores morais e cívicos.

Afirmou ainda que o surgimento de grandes produtoras cinematográficas no país trouxe filmes diversos retratando o quotidiano angolano, com destaque para a série “Angola Chama”, gravada na província do Huambo e as longas-metragens “Rainha Ginga”, “113”, “Assaltos em Luanda”, “Comboio da Canhoca”, entre outras películas cinematográficas.

Por sua vez, o chefe do Departamento do Património Histórico e Cultural na província do Huambo, João Afonso, felicitou as direcções da produtora “Nevalflor” e da Mediateca pela realização com sucesso da formação que, no seu entender, vai ajudar afastar os jovens do consumo de bebidas alcoólicas e outras drogas, assim como de práticas delituosas. (ANGOP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA