Huambo: Deslizamento de terra no Morro do Moco destrói casas e lavras

Huambo: Morro Do Moco (Foto: Edilson Domingos)

Um deslizamento de terras ocorrido terça-feira no Morro do Moco, o ponto mais alto do país, localizado no município do Londuimbali, província do Huambo, provocou a destruição de quatro casas e três hectares de lavras.

Para avaliar a situação dos afectados, uma comissão multisectorial, chefiada pelo vice-governador para o sector económico e produtivo, Joaquim da Conceição, deslocou-se ao local.

Em declarações à imprensa, o responsável informou que foram já baixadas orientações a Direcção Provincial da Assistência e Reinserção Social para a criação de condições para reassentar as famílias afectadas.

Entretanto, o porta-voz dos bombeiros, Abel Kangombe, disse que a intensa chuva que se tem abatido sobre o planalto central está na origem deste acontecimento natural.

Por seu turno, o aldeão Elias Quintas referiu que é a primeira vez que este facto acontece.

Os agricultores perderam a produção do milho, feijão e batata-doce, soterrada pela areia e pedras.

Com 2.620 metros de altitude e 1.510 de proeminência, o Morro do Moco é o ponto mais alto de Angola. (ANGOP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA