Holanda lança protótipo de bicicleta com painel solar na roda (vídeo)

(EURONEWS)

As bicicletas elétricas são uma tendência crescente em muitos países europeus (o mercado aumentou 4% em 2015)

A Start-Up holandesa “Solar Application Lab”: http: //www.solarapplab.com/ e um grupo de estudantes da Universidade Técnica de Eindhoven”:http://www.techinsider.io/eindhoven-students-create-electric-bike-with-similar-range-to-tesla-2015-10 lançaram o protótipo de uma bicicleta elétrica movida a energia solar.

Toda a potência necessaria vem de painéis solares que cobrem a roda dianteira e do pedalar do ciclista.

“Nós desenvolvemos a primeira bicicleta elétrica com painéis solares na roda. Este é um produto que é capaz de se auto recarregar durante o dia ou quando se anda de bicicleta,” afirma o diretor executivo da Solar Application Lab, Marc Peters

As primeiras bicicletas solares apareceram no mercado em finais de 1980, mas tinham um reboque com os painéis solares.

Devido ao progresso da tecnologia solar, o protótipo holandês é um dos primeiros onde apenas a roda da frente está coberta com painéis solares, e também consegue compensar os dias de pouca luz solar.

Esta bicicleta deverá custar cerca de 2.500 euros e será lançada em 2018.

“A maior inovação foi conseguida com a colaboração das pessoas. Trabalhámos em conjunto com os alunos que disseram – nós achamos que temos a solução para o problema de muita sombra e pouca luz. E, através da eletrónica, encontraram uma maneira muito interessante de solucionar o problema,” revela Marc Peters

As bicicletas são historicamente um transporte muito popular na Holanda (aqui, um quarto de todas as viagens é feito de bicicleta)

Para que os ciclistas melhorem a sua experiência, várias iniciativas foram lançadas nos últimos anos.

Entre as inovações está, por exemplo, a ciclovia solar , que tem painéis solares embutidos (há aproximadamente de 35,000 quilómetros de ciclovias na Holanda).

A ciclovia solar foi criado há um ano e até agora já produziu mais energia do que o esperado. (EURONEWS)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA