Governador recomenda retomada de serviços no sector da saúde

Governador de Malanje, Norberto dos Santos “Kwata Kanawa” (Foto: José Falso)

O governador de Malanje, Norberto dos Santos “Kwata Kanawa”, recomendou quarta-feira, nesta cidade, as autoridades sanitárias da província, no sentido de retomarem os comités de ética, supervisão, gabinetes do utente e outros serviços nas unidades hospitalares, até então paralisados por razões de varia ordem.

A informação foi passada à imprensa, pelo director provincial da saúde, Pedro José António, à saída de uma reunião com o governador provincial e responsáveis do hospital regional de Malanje e de outras unidades sanitárias, que visou analisar aspectos relacionados com algumas debilidades que se verificam nos últimos dias nos referidos estabelecimentos.

De acordo com o responsável, consta das orientações do governador da província, a elaboração de um plano de contingência emergencial, que conste estratégias para se ultrapassar as preocupações e dificuldades que o sector de saúde na província enfrenta, entre as quais insuficiência de recursos humanos, materiais gastáveis, medicamentos e outros, resultantes por um lado pela insuficiência de verbas fruto da crise económica que o país com a baixa do preço do petróleo no mercado internacional.

“O governo tomou a peito esta situação e baixou recomendações, com vista a se trabalhar para dar soluções a estes problemas”, precisou, acrescentando que estas medidas concorrem para mudanças no funcionamento dos hospitais e postos de saúde da província.

Precisou que um dos principais elementos para o alcance da melhoria que se pretende, é a questão dos técnicos, pois apesar dos planos e estratégias a se definir, deverá se ter primeiramente em conta os quadros a executar os mesmos e posteriormente a humanização dos serviços de saúde e mudanças de consciência.

Durante o encontro, passou em revista a situação actual da carência de fármaco e outros meios, mormente no hospital regional de Malanje, a problemática de energia e água e outras, bem como as vias para se ultrapassar as mesmas, visando fazer face a necessidade de se continuar a garantir o normal funcionamento do mesmo e assistência médica aos pacientes.

A sessão contou com as presenças do vice-governador provincial para o sector político e social, Manuel Campo, de membros de direcção do hospital regional de Malanje, do director provincial da energia e águas, Jacinto Caculo e outros responsáveis do aparelho governativo da província. (ANGOP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA