Governador provincial aconselha-se com líderes religiosos

Higino Carneiro. Governador de Luanda (Foto: Francisco Miudo/Arq)

O governador provincial Higino Carneiro reuniu-se hoje (quinta-feira), em separado com vários líderes de diferentes denominações religiosas, com o fito de ouvir as suas preocupações e solicitar deles o apoio em vários domínios da vida social.

O responsável entrevistou-se com os reverendos Deolinda Dorca Teca, Secretária Geral do Conselho de Igrejas Cristãs em Angola, Bispo Gaspar Domingos, da Igreja Metodista, Luís Nguimbi, Presidente do Fórum Cristão, Bispo Afonso Nunes, da Igreja Tocoista e o Pastor Vinte, da Igreja Adventista do 7º Dia.

À saída do encontro com o governador, a secretária geral do Conselho de Igrejas Cristãs disse ser uma oportunidade única e fundamental por servir para desejar as boas vindas ao gestor e agradecer a sua demonstrada vontade em estreitar as relações com a igreja.

Destacou a parceria no reforço da recolha do lixo, passando pela sensibilização e mobilização das comunidades de base, dos moradores, que poderá ser feito através das comissões médicas de saúde, já existentes nas igrejas, bem como através do púlpito.

Por sua vez, o Bispo Gaspar Francisco Domingos fez saber que, ouvida preocupação do governador em relação às doenças, a sua congregação vai intensificar a mobilização e sensibilização dos seus fieis para a vacinação para erradicação quer da febre-amarela, quer de outras doenças transmitidas por vectores.

Outra preocupação merecedora de atenção e que foi abordada no encontro tem a ver com a segurança pública, para a qual a igreja dará o seu contributo, instando os cidadãos para o desarmamento e pacificação dos espíritos.

Para Luís Nguimbi, o encontro com o governador foi proveitoso na medida em que serviu para ouvir aquilo que é mais importante e prioritário para ser executado, assegurando total disponibilidade em ajudar no que for possível.

Disse que é louvável a iniciativa do governador em ouvir também sobre o que a igreja pode emprestar como contributo, para a melhoria da vida na sociedade, dando clara certeza de se trabalhar em conjunto, quer no aspecto do lixo, da febre-amarela, quer da vacinação.

O Bispo Afonso Nunes disse a saída do encontro com Higino carneiro que este é um gesto de agradecer e a igreja deve estar de mãos dadas para as grandes soluções que Luanda precisa.

“Recebemos as melhores orientações sobre o que se pretende fazer e ouviu as nossas valências e prometemos continuar a trabalhar juntos na melhoria das nossas condições sociais”, afirmou.

A situação da violência, educação, lixo entre outras merecerão maior atenção da igreja, mormente com a socialização das mentalidades dos fiéis que poderá ser feita através do púlpito. (ANGOP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA