EUA: Ministra do Ambiente de França quer visitar Angola

Segolene Royal (Foto : LCI)

A ministra do Ambiente, Energia e Assuntos Marítimos de França, Segolene Royal, reuniu-se sexta-feira, em Nova Iorque, com o Representante Permanente angolano junto das Nações Unidas, Embaixador Ismael Gaspar Martins, a quem manifestou o desejo de visitar Angola antes da cerimónia de Alto Nível de assinatura do Acordo de Paris sobre Alterações Climáticas.

O Acordo será assinado a 22 de Abril do corrente ano, na sede da ONU, em Nova Iorque.

Foram convidados líderes mundiais para participar na cerimónia, considerada a oportunidade para os Governos fazerem avançar o processo que conduzirá à implementação e ratificação do documento, adoptado em Paris, em Dezembro de 2015, durante a 21ª Conferência da ONU sobre Alterações Climáticas (COP21).

A ministra francesa encontra-se em Nova Iorque no âmbito da preparação do evento, que conta com o envolvimento do Secretário-Geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon.

Vários Chefes de Estado e de Governo confirmaram a sua participação no acto.

Durante o encontro com o Embaixador Ismael Martins, Presidente do Conselho de Segurança da ONU neste mês, a governante francesa disse que antes da cerimónia da assinatura do Acordo vai visitar alguns países africanos, com o objectivo de mobilizar os líderes regionais a participarem no acto.

Expressou o desejo de incluir Angola na digressão.

Segolene Royal saudou Angola por presidir o Conselho de Segurança e considerou pertinente, pela sua importância e envolvência, a escolha pelo país do tema do Debate Aberto do dia 21 intitulado “Paz e Segurança Internacional: Prevenção e Resolução de Conflitos na Região dos Grandes Lagos”.

O encontro, solicitado pela ministra francesa e decorrido no gabinete do Presidente do Conselho de Segurança, na sede da ONU, serviu também para abordar várias questões de interesse bilateral e multilateral, com ênfase para as questões ambientais e energéticas.

O Embaixador Ismael Martins agradeceu ao Governo Francês pela liderança demonstrada no processo de negociação do Acordo de Paris, enalteceu a assistência técnica que Angola recebeu da França para a elaboração da sua Contribuição Nacional e informou que o país tenciona assinar o documento no dia 22 de Abril.

Disse esperar que o Governo Francês continue a fornecer assistência técnica e financeira necessária e indispensável ao estabelecimento de sistemas de monitorização de emissões de gás, bem como a transferir tecnologia sensível ao clima, particularmente para o sector de energia e gestão de resíduos.

O Acordo de Paris, aprovado na cúpula climática realizada sob a égide da ONU, marcou uma viragem histórica na resposta do mundo às alterações climáticas, no objectivo de procurar manter o aumento da temperatura global bem abaixo de dois graus Célsius e prosseguir os esforços para limitar a 1,5 graus.

Angola participou na COP 21 com uma delegação chefiada pelo Vice-Presidente da República, Manuel Domingos Vicente, em representação do Chefe de Estados Angolano, José Eduardo dos Santos. (ANGOP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA