EUA: 22 anos de prisão por recrutar jihadistas

(EURONEWS)

Um habitante do estado de Nova Iorque foi condenado esta quinta-feira a 22 anos e meio de prisão por tentar recrutar combatentes para as fileiras do autoproclamado “Estado Islâmico” na Síria.

Em dezembro, Mufid Elfgeeh, de 32 anos, declarou-se culpado. O FBI pagou desde 2013 a dois informadores que ajudaram a investigar Elfgeeh. (EURONEWS)

por Nelson Pereira

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA