Eslováquia: Resultado “complicado” das legislativas

(EURONEWS)

O partido social-democrata do primeiro-ministro, Robert Fico, ganhou as eleições legislativas na Eslováquia mas perdeu a maioria absoluta.

O SMER conquistou menos de 30% dos votos, bastante abaixo dos 35% que previam as sondagens.

A subida dos partidos da oposição, incluindo da extrema-direita, vai complicar a formação de um novo governo, como assumiu Robert Fico. “É verdade que os resultados das eleições são muito complicados, o que confirma que o nosso sistema político é bastante “ animado” e, provavelmente, teremos de trabalhar com um grande número de partidos políticos que vão entrar no Parlamento da República Eslovaca”, concluiu.

O partido da Liberdade e da Solidariedade conquistou o segundo lugar, com mais de 12%.

A recusa do partido em aprovar a ampliação das funções e alcance do Fundo Europeu de Estabilização Financeira derrubou o governo de centro-direita, do qual fazia parte, em 2012.

O líder, Richard Sulik, avisou que uma coligação com o SMER ou com a extrema-direita é “inaceitável”.

A extrema-direita nacionalista, Nossa Eslováquia, de Marian Kotleba conseguiu entrar no Parlamento, obtendo mais de 8% dos votos, quase três vezes mais do que o previsto nas sondagens.

A instabilidade política está na Eslováquia. Prevê-se que oito forças políticas ocupem, agora, os assentos no Parlamento. Bratislava assume a presidência rotativa do Conselho da União Europeia, pela primeira vez, em julho.

A Eslováquia é membro da Zona Euro desde janeiro de 2009. (EURONEWS)

por Miguel Roque Dias | com REUTERS

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA