“É muito importante que existam maiorias estáveis”

(REUTERS)

António José Seguro esteve presente esta noite no programa ‘Princípio da Incerteza’, da RTP3.

À margem do lançamento do seu livro ‘A Reforma do Parlamento português’, no programa ‘Princípio da Incerteza’, António José Seguro comentou que “há pouco conhecimento sobre aquilo que o Parlamento faz e, sobretudo, como o faz”.

No seu livro, o ex-secretário-geral do PS disse que o contributo dado é “modesto e simples” e serve para “acender umas luzes onde antigamente existia sombra. O Parlamento tem mais centralidade dependendo daquilo que faz e como o faz”, explicou.

“No que diz respeito ao Parlamento, ele precisa de ganhar centralidade política porque uma das funções essenciais é a legislativa. O governo capturou muito dessa função legislativa porque hoje aprovam muitos mais decretos-lei do que os parlamentos aprovam leis”, adiantou.

Para António José Seguro, se o Parlamento quer “ganhar centralidade precisa de fazer opções”.

“Vivemos ao fim de 40 anos com a primeira solução governativa que tem um acordo parlamentar. É muito importante que existam maiorias estáveis”, referiu-se ainda ao acordo à Esquerda protagonizado por António Costa, que lhe sucedeu na liderança do PS, a CDU e o Bloco. (Noticias ao Minuto)

por Zahra Jivá

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA