Donald Trump e Hillary Clinton favoritos nesta “super terça”

Donald Trump e Hillary Clinton (AP)

O multimilionário Donald Trump e a ex-secretária de Estado Hillary Clinton lideram a nível nacional a disputa eleitoral nos Estados Unidos, na véspera das votações da “super terça-feira” em 12 Estados.

Uma pesquisa da rede CNN divulgada nesta segunda-feira, 29,  mostra que Trump tem o apoio para conseguir a indicação presidencial republicana de quase a metade (49%) dos eleitores registados do partido e daqueles que se definem como independentes de tendência conservadora.

O polémico multimilionário tem mais de 30 pontos de vantagem sob os seus mais rivais directos, os senadores Marco Rubio, com 16 por cento de apoio, e Ted Cruz, que aparece com 15 por cento.

Além disso, o apoio a Trump cresceu desde a anterior pesquisa, realizada em Janeiro e na qual era o favorito de 41 por centro dos indagados.

O senador Rubio também fortaleceu-se desde  Janeiro, quando tinha apenas oito por cento de apoio, enquanto Cruz perdeu apoio ao passar de 19 por cento a 15 por cento na actualidade.

A pesquisa indica também que Trump, com 51 por cento das preferências, é visto como o candidato que, se chegar à Casa Branca, seria “mais eficaz” na hora de resolver os problemas do país, seguido por Cruz (17%) e Rubio (13%).

Hillary na frente

Do lado democrata, Hillary é a favorita entre os eleitores registados do partido e independentes de tendência progressista, com 55 por cento de apoio contra 38 por cento do seu rival, o senador Bernie Sanders.

Sanders mantém o mesmo apoio para conseguir a candidatura democrata que tinha na pesquisa de Janeiro, enquanto Hillary experimentou um aumento, ao passar de 52 para 55 cento.

A pesquisa de CNN foi realizada de 24 a 27 de Fevereiro com entrevistas telefónicas a 1.001 adultos de todo o país e a margem de erro é de 3 por cento.

A contagem de “espingardas”

Amanhã, na jornada conhecida como super terça-feira, serão realizadas primárias e “caucus” (assembleias populares) republicanas e democratas no Alabama, Arkansas, Colorado, Geórgia, Massachusetts, Minnesota, Oklahoma, Tennessee, Texas, Vermont e Virgínia.

Também haverá assembleias populares republicanas no Alasca e Wyoming, e dos democratas no território da Samoa Americana.

Trump, com 82 delegados que supõem 60 por cento dos apoios em disputa até o momento para a convenção do Partido Republicano, pode consolidar na sua condição de favorito para reunir os 1.327 delegados necessários para se tornar o candidato presidencial nas eleições de novembro.

Pelo lado democrata, Hillary Clinton também chega como favorita ao embate desta terça-feira para ganhar em boa parte dos Estados em jogo e com o impulso da sua contundente vitória de sábado nas primárias da Carolina do Sul. (VOA)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA