Desenvolvimento do sector da moda passa pela formação

Modelos em acção formativa (Foto: Araújo Sebastião)

Um maior crescimento do sector da moda no país passa pela formação académica e profissional dos criadores nacionais defendeu hoje, quarta-feira, em Luanda, a estilista Glória Silva.

Em declarações á Angop, a propósito do actual estado da moda em Angola, a estilista advogou a “pertinência e urgência” na criação de escolas e outras instituições vocacionadas à formação de agentes ligado à indústria da moda.

Devido a carência de escolas de moda no país, Glória Silva disse que as pessoas interessadas em aumentar os seus conhecimentos sobre essa modalidade artística recorrem a países como Brasil, Portugal, África do sul, Inglaterra, entre outros, para se formarem.

“Para que a moda nacional se desenvolva mais é necessário que os criadores tenham formação tanto no estilismo, na modelagem ou em outra área do sector”, sublinhou.

Referiu, por outro lado, que o sector da moda no país está num bom caminho, com o surgimento de novos criadores, que estão a lançar novas colecções e a ditarem fortes tendências no mercado.

Ressaltou ainda que os promotores de eventos de moda do país estão cada vez mais activos e realizam várias actividades, nas quais são descobertos novos talentos.

Acerca dos grandes eventos de moda realizados no país, a estilista destacou o Moda Luanda, Huíla Fashion, Angola Fashion week e Benguela Fashion, por serem espaços onde acontecem os melhores desfiles e o lançamento de novas colecções de roupa.

Segundo a criadora, é necessário que os profissionais internacionalizem os seus produtos e troquem experiência com artistas de outros países.

“É benéfico para os criadores, modelos e manequins angolanos participarem nos maiores eventos internacionais da classe como Moda Lisboa, Paris Fashion Week, Lisboa Designer Show, entre outros, para troca de experiência e divulgação da cultura angolana”, realçou.

Para esse ano, Glória Sílvia anunciou o lançamento da sua nova colecção Individual e a participação num desfile de moda internacional em França. (ANGOP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA