Cuando Cubango: Cuito Cuanavale contará com dois novos empreendimentos

Cuando Cubango: André Pereira - Director da obra da ponte sobre o rio Cuito (Foto: Maurício Sequeseque)

Uma estrada de cinco quilómetros com duas faixas de rodagem e uma ponte de 200 metros de cumprimento e 11 de largura serão inauguradas no dia 23 de Março, no Cuito Cuanavale, no âmbito das comemorações dos 28 anos da batalha com o nome do município.

A informação foi avançada quinta-feira, na vila, pela administradora do Cuito Cuanavale, Sara Luísa Mateus, tendo acrescentado que são duas infra-estruturas de grande importância que a sede da municipalidade vai ganhar, em prol da Batalha do Cuito Cuanavale, que completará 28 anos.

Segundo disse, a ponte foi construída sobre o rio Cuito e a estrada vai até ao famoso Triângulo do Tumpu, tendo afirmando que é desta forma que, paulatinamente, vão surgir infra-estruturas para o benefício das populações do Cuito Cuanavale.

“Acredito que o Triângulo do Tumpu é o ponto mais alto da Batalha do Cuito Cuanavale. Sofríamos e os visitantes também não podiam ir porque aquela parte não tinha asfalto e agora podem sair de Menongue e de outros pontos e irem directamente para conhecerem aquele ponto muito importante da Batalha do Cuito Cuanavale”, garantiu.

Para a inauguração, avançou, espera-se uma delegação que virá de Luanda, capital do país, bem como presidir ao acto central da Batalha do Cuito Cuanavale.

Sobre dois empreendimentos, o director de obras da empresa Tecnovia Angola, André Nunes Pereira, confirmou que a estrada, feita toda em betume betuminoso, tem 5 quilómetros e duas faixas de rodagem, sendo que cada tem 3,5 metros de largura para ambos sentidos e um metro de berma.

Informou que a estrada foi executada em oito meses, acrescentando que a ponte, de betão armado e com a capacidade de 80 toneladas e uma durabilidade de 50 anos, tem as dimensões acima mencionadas, duas faixas, em cada um dos sentidos, meio metro de berma e o remanescente em passeio.

Os dois equipamentos sociais, com garantias de sinalização vertical e horizontal e os dispositivos de segurança necessários à circulação de pessoas e bens, estão orçados em 26 milhões de dólares, com um envolvimento de 120 colabores para a execução. (ANGOP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA