Consulado Geral de Angola no Porto vandalizado

(Bandeira de Angola (RNA)

O Consulado Geral de Angola no Porto foi vandalizado na última segunda-feira por um grupo de cidadãos portugueses não identificados, de acordo com uma nota da missão consular, a que a Angop teve hoje acesso.

Citando o cônsul geral de Angola no Porto, Domingos Vieira Lopes, a nota refere que o incidente aconteceu cerca das 17h30, por mais ou menos quinze manifestantes, provocando danos materiais, sujidade e a grafitação de paredes e vidros.

De acordo com as mesmas informações, ao contrário de anteriores concentrações ou manifestações, a Polícia de Segurança Pública não se fez presente, tendo os autores grafitado paredes e vidros com dizeres como “liberdade já”.

A concentração, lê-se, teve lugar quando as instalações consulares, situadas na Rua Dr. Carlos Cal Brandão, já se encontravam encerradas, fora do horário normal de expediente.

Supõe-se que “o grupo de manifestantes esteja ligado aos demais movimentos anti-Governo de Angola espalhados em Portugal (…) com a intenção de pressionar o Governo angolano no processo dos 15+2 cidadãos nacionais angolanos, condenados por actos preparatórios de rebelião e associação de malfeitores”. (ANGOP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA