Confirmado: Zika pode provocar síndrome que paralisa e bloqueia a respiração

(EURONEWS)

Foi confirmada a ligação do vírus Zika à síndrome de Guillain-Barré, uma doença nervosa autoimune que se manifesta após a ocorrência de outras infeções virais e que provoca paralisia de membros e insuficiência respiratória.

Um artigo publicado esta terça-feira pelo Instituto Pasteur, de Paris, revela a relação entre o aumento de casos de síndrome de Guillain-Barré com a propagação do Zika.

A investigação envolveu uma equipa médica multidisciplinar — incluindo epidemiologistas, virologistas e imunologistas — coordenada pelo professor Arnaud Fontanet

O estudo teve por base dados recolhidos na Polinésia Francesa entre outubro de 2013 e abril de 2014, período em que aquela região do Pacífico sul foi afetada por uma epidemia de Zika e se registou também um aumento de casos de síndrome de Guillain-Barré, doença que provoca uma forma grave de paralisia de membros e insuficiência respiratória.

Alguns dos pacientes com Guillain-Barré observados neste estudo (cerca de 38 por cento) precisaram mesmo de ser ligados a sistemas de suporte de vida para conseguirem respirar durante a fase mais aguda da doença. Passado o período mais crítico, a “recuperação decorreu muito bem”, lê-se no artigo puiblicado na revista The Lancet, “e metade dos pacientes eram capazes de andar sem qualquer apoio após três meses”.

“O risco de desenvolver a síndrome de Guillain-Barré foi estimado em 2,4 por cada 10.000 casos de infeção por vírus Zika, dado que dois terços da população da Polinésia Francesa foi infectada durante a passagem da epidemia em 2013-2014”, conclui-se o artigo.

Com mais de 1,5 milhões de casos só no Brasil, a atual epidemia de Zika já chegou à Europa — a Direção-Geral de Saúde confirmou sexta-feira o 9.° caso em Portugal e em França foi identificado o primeiro caso por transmissão sexual. O foco está contudo centrado na América do sul, onde se registou também um aumento de casos de recém-nascidos com microcefalia devido a uma infeção de zika contraída pela mãe durante a gravidez e, agora com relação confirmada, também de casos de síndrome de Guillain-Barré.

Zika: o conselho absolutamente perfeito da ministra Touraine as mulheres com planos de engravidar:
“Se está grávida ou tem planos de engravidar, deve ter relações sexuais com proteção porque o vírus Zika pode transmitir-se por via sexual.” (EURONEWS)

por Francisco Marques | com INSTITUTO PASTEUR, LUSA

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA