Carlos Costa assume pasta da supervisão após saída de António Varela

(REUTERS)

Diário da República revela alterações no Conselho de Administração do Banco de Portugal. Saída envolta em polémica não implica entrada de novos nomes, pelo menos por enquanto.

António Varela já tem substituto no Departamento de Supervisão Prudencial do Banco de Portugal. Após a saída envolta em polémica, com as ligações ao Banif e as alegadas más relações com Carlos Costa a serem decisivas, o antigo administrador foi substituído por um nome bem familiar: o próprio governador.

Carlos Costa assume as funções de António Varela, apesar de não ser ainda claro por quanto tempo. Os primeiros sinais vindos do Banco de Portugal pareciam indicar que a entrada de um novo administrador era a situação mais provável, mas a verdade é que António Costa e Carlos Costa ainda não acertaram o nome escolhido para assumir o pelouro da supervisão.

As alterações nas responsabilidades dos administradores do Banco de Portugal foram divulgadas na edição de hoje do Diário da República, detalhando as decisões da reunião de 14 de março do Conselho de Administração.

São também esclarecidos os poderes e responsabilidades de Carlos Costa enquanto líder do departamento de supervisão, bem como o esclarecimento de que o governador do Banco de Portugal será “substituído, nas suas ausências e impedimentos, pelo Administrador Dr. João Amaral Tomaz”. (Noticias ao Minuto)

por Bruno Mourão com Elsa Pereira

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA