Cantores angolanos participam no concurso Afrimma/2016

Cantores angolanos vão participar no concurso African Music Magazine Awards (Foto: Tarcísio Vilela)

Cantores angolanos vão participar no concurso African Music Magazine Awards (Afrimma), edição 2016, a decorrer em Outubro, nos Estados Unidos da América (EUA).

O anúncio foi avançado hoje, quarta-feira, à Angop, em Luanda, pelo presidente da Afrimma, o nigeriano Anderson Obiagwu, que chegou, terça-feira, ao país.

O responsável disse que vai permanecer no país até ao dia 20 deste mês, período a ser aproveitado para constatação do mercado musical angolano.

Durante a sua estadia no país, sublinhou, vai procurar conhecer melhor a realidade da música angolana, através de contactos com entidades ligadas ao sector da Cultura, encontro com artistas, apreciará shows ao vivo, entre outras actividades.

Segundo o presidente, vai aproveitar ainda esta deslocação a Angola para conhecer melhor os hábitos, costumes, gastronomia, entre outras tradições culturais locais.

Esclareceu que as músicas a serem seleccionadas para o concurso devem reunir vários critérios como boa produção artística, conteúdos inovadores, poder criativo, aceitação popular, entre outros aspectos.

“Para selecção dos candidatos, escolhemos artistas de cada país e as músicas feitas ao longo de cada ano. Entre Julho a Outubro, de cada ano, a lista fica aberta para permitir as pessoas votarem no seu cantor favorito, a partir das plataformas digitais”, detalhou.

Sobre a qualidade dos artistas angolanos, recordou que foi em 2015 que viu pela primeira vez cantores nacionais em exibição e desde essa altura ficou “encantado” com a sua forma de actuar.

“Foi no ano passado que vi pela primeira vez um músico angolano em palco, gostei e fiquei surpreendido positivamente. Não sabia que a música angolana fosse tão boa e energética, mesmo sem perceber o conteúdo fiquei satisfeito, facto que motivou-me a estar aqui hoje”, narrou.

Os candidatos ao concurso vão concorrer nas categorias “Melhor Show”, “Vídeo Clip”, entre outras modalidades.

O evento tem o objectivo mostrar ao mundo a excelência da música africana e exportá-la para outros continentes. (ANGOP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA