Cabo Verde: PAICV e MpD medem forças com comícios na capital

As eleições legislativas em Cabo Verde prometem ser renhidas Foto: Lusa/DR

Os dois maiores partidos cabo-verdianos medem forças hoje à noite na cidade da Praia com a realização dos primeiros grandes comícios no período oficial de campanha, enquanto a UCID testará a sua capacidade de mobilização em São Vicente.

O Movimento para a Democracia (MpD) marcou o comício de abertura de campanha, com a participação do líder, Ulisses Correia e Silva, para o bairro da Achada de Santo António, onde o partido tem a sua sede, enquanto o Partido Africano da Independência de Cabo Verde (PAICV), no poder, escolheu o periférico e socialmente mais desfavorecido bairro de Ponta d’Agua.

A União Cabo-Verdiana Independente e Democrática (UCID) faz o seu comício de abertura em São Vicente, para onde regressou hoje o líder, António Monteiro, depois de dois dias de debates na televisão e do início da campanha na capital.

Os comícios encerram o segundo dia de atividades eleitorais essencialmente dedicado a contactos com a população.

A líder do PAICV, Janira Hopffer Almada, esteve durante a manhã em contactos com as populações em Ribeira Grande de Santiago, (Cidade Velha), Pico Leão e Santana, onde prometeu aumentar, no caso de ser eleita as pensões sociais – de 5 mil para 7.500 escudos (de cerca de 45 euros para cerca de 70 euros) – e o salário mínimo – de 11 mil para 15 mil escudos (de cerca de 100 euros para cerca de 137 euros).

À tarde Janira Hopffer Almada participou, na Praia, em encontros separados com jovens, militares e reformados.

O presidente do MpD, Ulisses Correia e Silva, optou por visitar o mercado provisório do Taiti e a feira de Sucupira, na Praia, onde foi recebido de forma entusiástica pelas vendedeiras (rabidantes).

A instalação das vendedeiras no mercado provisório, durante o consulado de Ulisses Correia e Silva à frente da autarquia praiense, foi contestada na altura devido à falta de condições.

Para Ulisses Correia e Silva, a reação que recebeu hoje no mercado é a prova de que as vendedeiras sabem que as instalações são provisórias e que irão regressar ao mercado central do Plateau, atualmente objeto de obras de recuperação e ampliação.

O presidente da UCID chegou hoje de manhã a São Vicente, onde o partido tem sede e a sua principal base de apoio, e confessou que é nos contactos porta-a-porta que se sente bem, a falar com as pessoas “olhos nos olhos”.

O candidato fez campanha nas zonas de Monte/Campim/Dji d´Sal, no Mindelo, onde pediu o voto para conseguir mudar o rumo de Cabo Verde.

Do primeiro dia de campanha, na quinta-feira, sobraram ainda, nas redes sociais, ecos do debate televisivo entre Janira Hopffer Almada e António Monteiro, durante o qual a líder do PAICV, que horas antes tinha feito votos de uma campanha “com elevação” e centrada no debate de ideias, confrontou o líder da UCID com o que considera ser o seu insuficiente domínio da língua portuguesa para um candidato a primeiro-ministro.

No mesmo debate, Janira Hopffer Almada reafirmou a sua intensão de criação de entre 15 a 25 mil novos postos de trabalho por ano, considerando que tal é possível tendo em conta os projetos de investimento já aprovados para Cabo Verde.

Hoje, a candidata viu esta ideia reforçada pelo primeiro-ministro do Governo apoiando pelo PAICV, José Maria Neves que, sem quer comentar em concreto as propostas eleitorais dos partidos, garantiu estarem criadas as condições para acelerar o crescimento económico e criar milhares de empregos nos próximos anos.

José Maria Neves, que falava hoje na Praia depois de presidir à sessão de abertura oficial da Assembleia-Geral da Federação das Associações Empregadoras da África Ocidental (FOPAO), que teve como tema central “Emprego Jovem na Africa Ocidental” explicou a diminuição no ritmo de criação de emprego no país depois de 2009 com a “diminuição do ritmo do crescimento económico” motivado pela crise internacional.

Os pequenos partidos – Partido Social Democrático (PSD), Partido Popular (PP) e Partido do Trabalho e da Solidariedade (PTS) estiveram também em contactos com as populações em vários bairros da cidade da Praia.

As eleições legislativas em Cabo Verde realizam-se a 20 de março. (Agência Lusa)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA