Brasil: Dilma Roussef visitará Lula da Silva na residência do ex-presidente

A presidente brasileira visita ainda hoje Lula da Silva na residência do seu antecessor Foto: Lusa/DR

A presidente brasileira visita ainda hoje Lula da Silva na residência do seu antecessor, um dia após o ex-chefe de Estado ter sido ouvido pela polícia federal na maior investigação sobre corrupção no Brasil, indica a imprensa local.

Dilma Roussef, segundo a cadeia de televisão Globo, irá fazer uma paragem em São Paulo antes de seguir viagem para Porto Alegre, onde se situa a residência particular e onde pensava passar o fim-de-semana sem compromissos oficiais.

Segundo a Globo, a presidente brasileira saiu de Brasília e, ao fazer escala em São Paulo, irá deslocar-se até São Bernardo do Campo, município da região metropolitana de São Paulo e onde reside Lula da Silva.

Cerca de 300 militantes do Partido dos Trabalhadores (PT) brasileiro (a que pertence Dilma e Lula), fizeram uma vigília hoje de madrugada defronte da residência do antigo presidente, tendo o número aumentado já de manhã.

A intenção é a de prestar apoio a Lula da Silva e, ao mesmo tempo, esperar a previsível visita de Dilma.

A presidência brasileira e o Instituto Lula, entidade orientada pelo ex-presidente e que serve de seu porta-voz, não confirmaram nem desmentiram o encontro, que ocorre um dia depois das investigações de corrupção no executivo.

Lula da Silva, um dos fundadores do PT e presidente do Brasil entre 2003 e 2010, foi ouvido sexta-feira pela polícia federal brasileira sobre o suposto envolvimento no escândalo de desvio de fundos da empresa petrolífera Petrobrás.

Após o interrogatório, Lula da Silva denunciou o que considera ser uma “perseguição” contra si e declarou-se “inocente” das acusações de branqueamento de capitais e de enriquecimento ilícito, assegurando que os seus opositores terão de derrotá-lo politicamente “mas nas ruas”.

Dilma, por seu lado, enfrenta a possível abertura de um processo judicial com vista à sua destituição do cargo, possibilidade que tem vindo a ganhar cada vez maior força com o surgimento de escândalos de corrupção no Governo do PT e de políticos próximos. (Agência Lusa)

DEIXE UMA RESPOSTA