Botswana: SADC analisa inserção do Burundi e Ilhas Comores na região

Edificio Sede da SADC em Gaberone (Botswana) (Foto: cedida a Angop)

Os estados membros da Comunidade de Desenvolvimento da África Austral (SADC), reunidos desde o dia cinco do mês em curso na capital do Botswana, estão a analisar hoje (sexta-feira) a entrada do Burundi e da Ilhas Comores na organização.

A informação foi prestada pelo director nacional do gabinete da SADC do Ministério das Relações Exteriores, Sandro Agostinho Oliveira, quando falava a Angop, a margem da reunião.

Segundo Sandro Agostinho Oliveira, a entrada do Burundi e da Ilhas Comores na organização deve obedecer a determinados requisitos.

Destacou entre os requisitos, comungar com os ideais da organização, ter bons antecedentes e possuir capacidade de cumprir com os seus compromissos.

Conta também, prosseguiu, os níveis de indicadores macro-económico, pois devem estar em conformidade com as metas definidas pelo plano estratégico indicativo de desenvolvimento da organização.

Disse que durante a reunião, em curso em Baberone, o secretariado informou aos altos funcionários que o relatório de balanço sobre a implementação da reestruturação do Plano Estratégico de Desenvolvimento Regional (RISDP) está acompanhado com a estratégia regional de industrialização da SADC.

Referiu ter sido igualmente informados, pelo secretariado, que o trabalho realizado no âmbito do RISDP tem registado progressos, devido as consultas realizadas entre os estados membros.

Mereceu igualmente atenção das autoridades do secretariado da Comunidade de Desenvolvimento da África Austral, a abordagem sobre o tráfico de marfim e a caça frutífera de animais da fauna selvagem.

Salientou, Sandro de Oliveira, que o secretariado informou aos altos funcionários da SADC, que a Republica do Zimbabwe tem um candidato para concorrer ao cargo de director geral da organização mundial do Turismo das Nações Unidas.

Durante os trabalhos, realizados até o dia 10, foram ainda abordados a situação das contribuições dos estados membros da SADC para o exercício económico 2015/2016.

Consta ainda da agenda de trabalhos que culminará com a reunião de ministros que a acontece no dia 14, discutir a propostas de Angola sobre o dia internacional da África Austral, o estado do diálogo político entre a SADC e a União Europeia e preparativos da zona de comercio livre tripartida.

Fazem parte da SADC, a África do Sul, Angola, Botswana, Lesoto, Malaui, Maurícias, Moçambique, Namíbia, República Democrática do Congo, Seicheles, Suazilândia, Tanzânia, Zimbábwe e Zâmbia. (ANGOP)

DEIXE UMA RESPOSTA