Bispos da CEAST recebidos em audiência pelo vice-governador do Cuanza Norte

Cuanza Norte: Bispos da CEAST reunidos em Ndalatando (Foto: Estevão Manuel)

Os bispos da Conferência Episcopal de Angola e São Tomé (CEAST) foram recebidos nesta quinta-feira, em Ndalatando, em audiência pelo vice-governador provincial do Cuanza Norte para o sector política e social, José Alberto Quipungo, com o qual mantiveram um encontro de cortesia.

O encontro, ocorreu na sede do governo da província, à margem da 1ª Assembleia Ordinária dos bispos da CEAST que se realiza desde quarta-feira na diocese de Ndalatando e visou explicar as autoridades locais os objectivos do conclave, que a capital do Cuanza Norte acolhe, pela primeira vez, segundo afirmou na ocasião, o presidente da CEAST, Dom Filómeno Vieira Dias.

Segundo o prelado, o evento constitui uma oportunidade para os bispos entrarem contacto com a realidade eclesiástica e social da província, sublinhou as bodas de prata (25 anos) da criação da diocese de Ndalatando.

“Faz parte da vida dos bispos da CEAST realizar estas assembleias que são anuais, onde se procura reflectir sobre a vida da Igreja e as suas responsabilidades junto das comunidades enquanto anunciadora de verdades que devem plasmar o homem na sua totalidade como corpo, espírito, mente e alma”, frisou.

Dom Filómeno Vieira Dias sublinhou ainda que a escolha de Ndalatando para albergar o evento, homenageia a igreja local que celebrou recentemente os seus 25 anos de existência bem como conhecer de perto a realidade social dos fiéis que acima de tudo são cidadãos.

Agradecer o acolhimento fraterno que o governo da província está a prestar aos delegados, foi outro dos motivos da visita dos bispos a sede do governo provincial, disse.

Por seu turno, o vice-governador José Alberto Quipungo, referiu que a visita dos bispos a sede do governo do Cuanza Norte constituiu uma manifestação de apoio, solidariedade e de encorajamento às autoridades locais, na medida em que sua mensagem encoraja o governo a prosseguir com os esforços que visam a criação de melhores condições de vida para os cidadãos.

O governante destacou o papa, a Igreja Católica e suas instituições, enquanto parceiras do governo na solução dos problemas das comunidades, com realce para os sectores da educação, saúde e no apoio as iniciativas e acções do próprio governo.

“A igreja tem sido de facto um autêntico parceiro do governo para a solução das necessidades das populações que também é o objectivo primário do governo, no sentido de em conjunto poder minimizar as inquietações que preocupam o governo e as famílias”, referiu.

José Alberto Quipungo manifestou em nome do Governo da província, a satisfação pelo facto de a província ter sido escolhida pela primeira vez, para acolher a Assembleia da CEAST, augurando que saia do evento resultados que contribuam para o desenvolvimento de Angola e São Tomé. (ANGOP)

DEIXE UMA RESPOSTA