Aprovada candidatura de José Eduardo dos Santos ao cargo de presidente do MPLA

Secretário para Informação do MPLA - Mario António (Foto: Pedro Parente)

O Comité Central do MPLA aprovou nesta sexta-feira, por unanimidade, a candidatura de José Eduardo dos Santos ao cargo de Presidente do partido, no âmbito do seu VII Congresso Ordinário, convocado para o mês de Agosto deste ano.

Esta directiva consta do comunicado lido pelo secretário para a informação do partido, Mário António, no final da 11ª sessão ordinária do Comité Central do MPLA, que apreciou o tema a “Estratégia para a saída da crise derivada da queda do preço do petróleo no mercado internacional”.

No âmbito dos esforços do Executivo e do Presidente José Eduardo dos Santos, para fazer face à difícil situação sócio-económica que o país atravessa, o evento recomendou a implementação da referida estratégia com vista a tornar a economia angolana mais integrada, através da desinformação da sua malha produtiva.

Neste sentido, a sessão reiterou o seu incondicional apoio ao Titular do Poder Executivo, incentivando-o a prosseguir com os esforços na senda do crescimento, do desenvolvimento e do progresso do país, visando a melhoria das condições de vida e o bem-estar social dos angolanos.

Os membros do Comité Central aprovaram os projectos de resoluções sobre a interrupção de mandatos e preenchimento de vagas neste órgão deliberativo do partido, o relatório do Bureau Político sobre a actividade desenvolvida em 2015, bem como o relatório de balanço da actividade desenvolvida pela comissão de disciplina e auditoria referente ao mesmo ano.

Os participantes foram informados sobre o desenvolvimento do processo orgânico do VII Congresso Ordinário do MPLA, que reflectiu os resultados das assembleias de balanço e renovação de mandatos nas organizações de base e o estado de preparação das conferências comunais, municipais e provinciais.

Neste sentido, o evento recomendou a manutenção dos níveis de mobilização partidária e social em torno do magno evento, ao mesmo tempo que exortou a sociedade a unir-se em torno dos esforços do Executivo, tendo em vista a eliminação do surto de febre-amarela e outras endemias.

O Comité Central rendeu homenagem ao dirigente histórico do MPLA, Lúcio Lara, falecido aos 27 de Fevereiro último, e solidarizou-se com as famílias das vítimas das cheias que ocorreram um pouco por todo o país.

O evento contou com a participação de 264 membros do Comité central do MPLA, dos 311 que integram este órgão deliberativo no intervalo dos congressos. (ANGOP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA