Angola: vigília em solidariedade para com Nuno Dala

Angola: libertem os 15+2 activistas (Central Angola)

Convocadas para amanhã, sábado e domingo vigílias em solidariedade para com o activista Nuno Álvaro Dala em greve de fome desde 10 de Março no Hospital Prisão de São Paulo, em Luanda.

O professor universitário, investigador e activista Nuno Álvaro Dala é um dos 15 arguidos, presos em Junho do ano passado e indiciados de rebelião e associação de malfeitores, um caso cujas alegações finais serão proferidas na próxima segunda-feira, dia 28 de Março.

Os 17 arguidos neste polémico caso cujo julgamento começou a 16 de Novembro de 2015, foram a 18 de Dezembro do mesmo ano colocados em liberdade condicional sob regime de prisão domiciliária.

Nuno Dala foi detido a 7 de Março por não ter comparecido no tribunal e está em greve de fome no Hospital Prisão de São Paulo em Luanda desde 10 de Março, para reclamar a devolução dos seus pertences, inclusivé computadores, dinheiro e cartões de crédito, que lhe foram confiscados em Junho do ano passado.

Nuno Dala sofre de diabetes e o seu estado de saúde agrava-se com a greve de fome, podendo mesmo vir a morrer alerta o activista “Coronel Fuba” membro do conselho Nacional dos Activistas de Angola, que hoje mesmo visitou Nuno Dala e se refere às vigílias de solidariedade que vão decorrer a partir das 17 horas locais de amanhã no Largo da Sagrada Família em Luanda, afirmando que a polícia vai tentar impedi-las, masos activistas não têm medo. (RFI)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA