Angola LNG e EDF Trading celebram acordo de venda de gás

Angola é o segundo maior produtor de petróleo da África ao sul do deserto do sahara. a foto ilustra a plataforma petrolífera ngoma, no cuanza sul. (Foto: Inácio Sabino)

A Angola LNG Limited (ALNG) e a EDF Trading Limited (EDFT) assinaram, quarta-feira, no Soyo, província do Zaire, um acordo flexível de venda de gás natural liquefeito (LNG), numa base de entrega no destino, a partir da fábrica da ALNG naquela cidade.

O entendimento abrange a entrega de vários carregamentos de gás natural liquefeito no período de 2016 a 2018.

O Presidente Executivo da Angola LNG para a área de marketing, Artur Pereira , considerou o acordo como um “marco importante para a Angola LNG, na medida em que se aproxima a sua reentrada no mercado”.

“Através deste acordo, trabalharemos em estreita colaboração com a Angola LNG para optimizar LNG no mercado grossista europeu”, disse, por seu turno, o chefe executivo da EDF Trading, John Rittenhouse.

A Angola LNG irá recolher, processar e comercializar cerca de 5,2 milhões de toneladas de LNG por ano, para além de propano, butano e condensados, a partir das suas instalações fabris do Soyo, norte de Angola, uma das fábricas de processamento de LNG mais modernas no mundo.

Angola é o segundo maior produtor de petróleo da África subsahariana, depois da Nigéria.

Historicamente, o gás associado tem sido queimado ou reinjectado nos poços, pelo que a Angola LNG constitui uma solução para a redução da sua queima e, simultaneamente, proporciona uma nova fonte de energia limpa.

São accionistas da Angola LNG Limited a angolana Sonangol (22,8%), a norte-americana Chevron (36,4%), a inglesa British Petroleum (13,6%), a italiana ENI (13,6%) e francesa Total (13,6%).

Com uma frota dedicada de sete navios tanque de LNG e três cais de carregamento (LNG, líquidos e butano comprimido), a Angola LNG tem como missão contribuir para a eliminação da queima de gás, fornecer energia limpa e fiável aos clientes e rentabilizar o investimento efectuado.

A EDF Trading é um dos principais intervenientes mundiais no mercado de LNG, disponibilizando uma gama completa de serviços, incluindo aquisição, fornecimento e entrega, operação de terminais marítimos e de armazenagem, regaseificação e nomeações para utilização de redes de gasodutos.

É uma subsidiária detida a 100 porcento pela EDF, que é a maior produtora de energia eléctrica do mundo. Possui escritórios no Reino Unido, Europa, Singapura, China, Estados Unidos e Canadá. (ANGOP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA