Angola apoia candidatura de Guterres a secretário-geral da ONU

(Foto: Marcos Borga)

António Guterres encontrou-se  quinta-feira passada com o Presidente angolano, que lhe garantiu apoio à candidatura a secretário-geral das Nações Unidas (ONU). A informação foi avançada por Marques Mendes.

Angola vai apoiar a candidatura de António Guterres a secretário-geral das Nações Unidas (ONU). A informação foi avançada  domingo último, por Marques Mendes no seu habitual comentário de sábado no Jornal da Noite, na SIC.

“Ainda não é público, mas Angola vai apoiar a candidatura de Guterres a secretário-geral das Nações Unidas”, afirmou o antigo líder do PSD.

Segundo Marques Mendes, o antigo Alto Comissário das Nações Unidas para os Refugiado (ACNUR) encontrou-se esta quinta-feira com o Presidente angolano, José Eduardo dos Santos, que lhe garantiu o seu apoio à candidatura do português a secretário-geral da ONU.

“É muito positivo porque as reações entre Portugal e Angola têm altos e baixos”, sublinhou.

No final de janeiro, Guterres explicou durante a apresentação da sua candidatura à liderança da ONU, no Porto, que a decisão de entrar na corrida a secretário-geral do organismo é uma “obrigação”, depois da sua vasta experiência ao serviço de causas.

“Tudo o que aprendi ao longo da vida, em todas as enormes oportunidades que me foram oferecidas, me cria a obrigação de estar disponível, numa lógica que sempre foi de serviço público e num mundo em situação muito difícil, de pôr a render essas experiências e capacidades ao serviço das causas mais nobres, que são a paz, direitos humanos, causas humanitárias e sustentabilidade do planeta”, declarou Guterres na Fundação de Serralves.

O Governo defendeu por sua vez que a candidatura de António Guterres à liderança da ONU é um “imperativo”, realçando o seu desempenho excecional em altos cargos internacionais. (expresso)

Por: Liliana Coelho

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA