Angela Merkel: Fechar a rota dos Balcãs “não resolve o problema”

(Negocios)

A chanceler alemã, Angela Merkel, defende que o encerramento da rota dos Balcãs para os migrantes “não resolve o problema”, considerando que esta situação não é “nem durável nem perene”.

“Não se resolve o problema aplicando uma decisão unilateral”, declarou Angela Merkel, em entrevista à rádio pública alemã MDR.

“Se não conseguirmos alcançar um acordo com a Turquia, então a Grécia não poderá suportar o peso [migratório] por muito mais tempo”, afirmou.

As palavras da chanceler surgem um dia após a Macedónia, a Eslovénia e a Croácia terem encerrado as suas fronteiras. A Macedónia garantiu ontem que a rota migratória dos Balcãs está encerrada.

Esta decisão ocorreu após vários dias em que a entrada de migrantes em solo macedónio esteve altamente limitada e depois do princípio de acordo alcançado entre a União Europeia (UE) e a Turquia na passada segunda-feira, através do qual Ancara deverá receber os migrantes ilegais que estiverem em território helénico, comprometendo-se os Estados-membros da União a receber um requerente de asilo sírio por cada migrante reenviado para a Turquia. Um processo a ser financiado pela UE, que deverá duplicar os 3.000 milhões de apoio à Turquia para a gestão e acolhimento de refugiados que foram inicialmente acordados em Novembro passado. (Jornal de Negocios)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA