Advogado de João Perna foi pago por José Sócrates

João Perna trabalhou como motorista de José Sócrates desde 2011 (PEDRO NUNES/LUSA)

O antigo primeiro-ministro admitiu em tribunal que foi ele que pagou pelo advogado do escritório de Proença de Carvalho, que começou por defender o motorista João Perna.

José Sócrates admitiu ao juiz Carlos Alexandre que foi ele que pagou pela defesa do motorista João Perna, que começou por ser defendido por um advogado do escritório de Proença de Carvalho.

De acordo com a edição desta terça-feira do Correio da Manhã, João Perna terá sido instruído por um advogado do escritório de Proença de Carvalho a não falar em tribunal sobre as entregas de dinheiro a Sócrates.

Ao juiz, o ex-primeiro-ministro confirmou que foi ele que pagou pelo advogado, depois de ter sido contactado por uma secretária do Partido Socialista (PS). “Sentia-me na obrigação porque ele estava no processo apenas porque era meu motorista”, disse a Carlos Alexandre. Entretanto, o motorista mudou de advogado e pediu para ser novamente inquirido, acabando por sair em prisão domiciliária.

João Perna trabalhou como motorista de José Sócrates desde 2011. Antes disso, trabalhou na campanha do PS por intermédio da irmã, funcionária do partido. (OBSERVADOR)

por Rita Cipriano

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA