Abertura dos mercados: China penaliza bolsas europeias e petróleo regressa às quedas

(Bloomberg)

As bolsas europeias negoceiam em terreno negativo após ser conhecido que as exportações chinesas registaram a maior queda em quase sete anos. O preço do petróleo regressou às quedas mas permanece acima dos 40 dólares em Londres.

Os mercados em números

PSI-20 cai 0,66% para 4.896,64 pontos

Stoxx 600 perde 1,02% para 337,45 pontos

Nikkei desvalorizou 0,76% para 16.783,15 pontos

Juros da dívida portuguesa a 10 anos recuam 2,9 pontos base para 3,108%

Euro ganha 0,09% para 1,1024 dólares

Petróleo perde 1,30% para 40,31 dólares por barril

China penaliza Europa
Os mercados europeus iniciaram a sessão em terreno negativo após ser conhecido que as exportações chinesas registaram a maior queda desde Maio de 2009.

A venda de bens ao exterior recuou 25,4% (em dólares), em Fevereiro, face ao mesmo mês do ano anterior. As vendas para todos os principais parceiros comerciais caíram, afundando mais de 20% no caso dos Estados Unidos, Brasil, Canadá, Alemanha, França, Hong Kong e Japão. Já as importações desceram 13,8%. Foi o 16º mês consecutivo de quedas.

A maioria das bolsas do Velho Continente perde assim mais de 1%. Lisboa está entre as excepções ao recuar “apenas” 0,66%.

Juros da dívida em queda ligeira
Os juros da dívida portuguesa seguem em queda ligeira em todos os prazos na véspera de o IGCP realizar o primeiro leilão de dívida de longo prazo do ano.

A yield da dívida a 10 anos recua 2,9 pontos para 3,108%.

Euro aguarda reunião do BCE

A moeda única permanece pouco alterada face à divisa dos Estados Unidos a dois dias do encontro do Banco Central Europeu.

O mercado aguarda que Mario Draghi anuncie novas medidas de estímulo económico. Os analistas do ABN Amro, citados pela agência Bloomberg, esperam um pacote agressivo de novas medidas e defendem que isso irá pressionar o euro, antecipando que a moeda única desça para 1,05 dólares.

A moeda única segue nesta altura a negociar nos 1,1027 dólares.

Brent cai mais de 1%

O preço do barril de Brent segue a perder mais de 1% no mercado londrino. A matéria-prima permanece, ainda assim, a negociar acima dos 40 dólares – barreira superada ontem pela primeira vez desde Dezembro do ano passado.

Nos Estados Unidos, o West Texas Intermediate também perde mais de 1% para negociar nos 37,48 dólares na véspera de serem conhecidas as reservas de crude do mercado norte-americano.

As previsões dos analistas contactados pela Bloomberg apontam para um crescimento de 3,5 milhões de barris na semana passada. A confirmar-se esta subida os stocks permanecem no valor mais elevado desde 1930.

Ouro em alta
A matéria-prima negoceia em alta pela segunda sessão consecutiva, estando a valorizar 0,36% para 1.272,05 dólares por onça. O aumento da procura de ouro como activo de refúgio levou os preços para o nível mais elevado desde Fevereiro de 2015 na passada sexta-feira.

Destaques do dia

Venda do Novo Banco: bolsa ou espanhóis são as opções. Em Abril, o Banco de Portugal entrega na CMVM o projecto do prospecto de venda do Novo Banco em bolsa. OPV está a ser preparada como plano B e será opção se não houver venda directa, cujos candidatos são espanhóis. Alienação é decidida em Julho.

Portugal tem o dever de tentar fechar a venda do NB até Agosto. O Banco de Portugal comprometeu-se a desenvolver todos os esforços para alienar o banco até Agosto. Mas se o processo fracassar, não há penalidades associadas.

Mais de um terço dos depósitos nos grande bancos está à ordem. Os maiores bancos nacionais captaram mais dinheiro dos aforradores no ano passado. Mas praticamente só cresceu o montante que as famílias deixam ficar nas contas à ordem. Os produtos a prazo estão a perder peso com as taxas perto de zero.

Como é que o fundo do Montepio foi parar ao PSI-20? O índice de referência da bolsa nacional vai sofrer algumas alterações no âmbito da revisão anual. De 17 volta a ter 18 cotadas, o mínimo exigido. Mas para isso, o PSI-20 passa a ter um fundo no cabaz.

PSI-20 com 18 cotadas, uma delas será o fundo do Montepio. A revisão anual do índice vai ditar a expulsão da Impresa e da Teixeira Duarte da principal “montra” da bolsa de Lisboa. Saem duas, entram três, sendo uma delas o fundo que permitiu a capitalização do Montepio.

António Mexia comprou 30 mil acções da EDP por mais de 86 mil euros. O CEO da EDP adquiriu 30 mil títulos accionistas da EDP, segundo informou a eléctrica em comunicado enviado ao regulador dos mercados. António Mexia investiu mais de 86 mil euros nesta operação.

CaixaBI antecipa que lucro do CTT desça 8% para 70,9 milhões. Apesar de estimar uma diminuição dos resultados líquidos, os analistas do CaixaBI esperam que 2015 tenha sido um ano positivo para o negócio de correio.

Petróleo supera os 40 dólares. Será o início da recuperação? O petróleo quebrou a fasquia dos 40 dólares, pela primeira vez este ano. Os sinais de um travão na oferta estão a levar os investidores a apostarem no fim das quedas.

O que vai acontecer hoje

União Europeia. Ministros da Economia e Finanças reúnem-se em Bruxelas.

EUA. A Administração de Informação de Energia dos EUA publica o relatório de previsões de curto prazo para o petróleo.

China. Balança comercial, em Fevereiro.

Zona Euro. PIB, no quarto trimestre.

Alemanha. Produção industrial, em Janeiro.

Banco de Portugal. Estatísticas de instituições financeiras monetárias, em Janeiro. (Jornal de Negocios)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA