Veterano da FNLA adverte contra rejeição de veteranos

(VOA)

Secretário de Estado disse que antigos militares fora do sistema já não podem reivindicar reforma.

A questão dos antigos combatentes em Angola continua a gerar controvérsia.

O secretário de Estado para os Antigos Combatentes e Veteranos da Pátria, Clemente Cunjuca, afirmou num debate na TPA que os antigos militares do ex exército da FNLA (ELNA), que estão de fora, já não vão beneficiar da reforma do Estado.

O pronunciamento deixou enfurecido um destacado antigo combatente dos ex-ELNA Fernando Pedro Gomes que disse não acreditar que as declarações sejam a posição do Executivo angolano.

“Por amor de Deus, quero crer que esta não seja uma posição oficial do Executivo do MPLA porque é altamente perigoso”, disse Gomes, lembrando que ”não podem agora vir dizer, 41 anos depois, que os ex-combatentes do antigo ELNA não vão poder vir reivindicar uma reforma militar”.

”Tenho chamado a atenção aos meus colegas antigos combatentes sobre a imperiosidade de nos unirmos e defendermos a FNLA como um só homem ainda dentro do partido porque sem uma política clara e um partido forte aí é que os ex ELNA vão cair”, concluiu o antigo combatente do ELNA Fernando Pedro Gomes. (RFI)

por Manuel José

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA