Varoufakis apresenta Movimento para a Democracia na Europa

(EURONEWS)

De regresso à ribalta política, foi em Berlim, que Yanis Varoufakis lançou, esta terça-feira, o novo Movimento para a Democracia na Europa (DiEM).

O antigo ministro grego das Finanças considera a capital alemã o coração do velho continente e a escolha simbólica serviu para dar a conhecer ao mundo uma formação que tem inscrita no código genético a urgência de “democratização da União Europeia.”

“Trata-se de um movimento político que arranca em todo o lado, de uma só vez, na Europa, atravessando fronteiras, independentemente de filiações político partidárias anteriores. Tem um objetivo simples: juntar os europeus numa mesa metafórica, digital, em fóruns como este, para discutirem, como europeus, os problemas comuns. Queremos soluções comuns para estes problemas comuns”, clarificiou Yanis Varoufakis, durante a apresentação do DiEM.

O antigo ministro das Finanças invoca a “falta de soberania” como um argumento de peso para o nascimento da formação pan-europeia, que se pretende assumir como uma lufada de ar fresco.

Figura de peso em negociações passadas entre Bruxelas e Atenas, Varoufakis referiu, numa entrevista, que na Europa “as decisões cruciais são tomadas longe da esfera política por burocratas ou banqueiros não eleitos.” (EURONEWS)

por Pedro Sacadura

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA