Vacinação contra febre-amarela chega ao 3.º município mais afetado de Luanda

Foto: Lusa

A campanha de vacinação contra a febre-amarela estende-se hoje ao município do Cazenga, província de Luanda, numa operação que vai envolver mais de 500 técnicos de saúde, anunciaram as autoridades sanitárias angolanas.

Depois dos municípios de Viana e Belas, a campanha inicia no Cazenga, onde mais de 50 postos de vacinação foram criados para imunização da população.

Segundo o administrador municipal do Cazenga, Tany Narciso, para evitar aglomerados foram disseminados ao longo do município 47 pequenos postos e quatro outros de maior dimensão.

“As brigadas vão funcionar durante dez dias, pedimos às pessoas para que não se precipitem, nós vamos indicar os locais aonde as pessoas se devem dirigir e não queremos que aconteça o que sucedeu nos outros municípios, não há necessidade”, exortou o administrador municipal.

Desde 02 de fevereiro, foram vacinadas 2,2 milhões de pessoas em Luanda, nos municípios de Viana, o epicentro da epidemia, e de Belas, também um dos mais afetados pela doença.

As autoridades sanitárias angolanas estão a braços com um surto de febre-amarela, iniciado na capital angolana, Luanda, em 30 de dezembro do ano passado, que até ao momento registou, segundo dados oficiais, até quinta-feira, um total de 644 casos e 125 óbitos.

Além de Luanda, a epidemia alastrou-se também às províncias de Bié, Benguela, Cunene, Cabinda, Huíla, Huambo, Malange, Cuanza Sul, Cuanza Norte, Uíge e Zaire. (Lusa – NME // ARA )

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA