UNITA assinala 14 anos sobre a morte de Savimbi

Jonas Savimbi (Getty)

Em Angola, a UNITA, principal partido de oposição no país, assinala esta segunda-feira os quatorze anos sobre a morte de Jonas Savimbi. O fundador do partido morreu em combate a 22 de Fevereiro de 2002 nas imediações da localidade de Lucusse, na província angolano do Moxico, no leste do país.

A UNITA realiza esta segunda-feira jornadas para assinalar os quatorze anos sobre a morte do fundador do partido, Jonas Savimbi. A iniciativa, que abrange todo o país, prevê realização de encontros de reflexão sobre a vida e obra do líder histórico da UNITA.

Numa declaração alusiva à efeméride, a UNITA reconheceu que “é urgente dotar Angola de um governo que encare de forma diferente a governação do país e que implemente o pensamento estratégico de Jonas Savimbi no que respeita à busca de soluções económicas, priorizando o campo para beneficiar a cidade, tal como recomenda o Projecto do Muangai”.

O principal partido de oposição em Angola reafirmou, igualmente, a vontade de realizar as cerimónias fúnebres de Jonas Savimbi e outros dirigentes que morreram no conflito armado. O fundador do partido morreu em combate a 22 de Fevereiro de 2002 nas imediações da localidade de Lucusse, na província angolano do Moxico, no leste do país. Os restos mortais foram enterrados no cemitério de Luena, capital de Moxico, mas há muito que a UNITA se bate para que o corpo de Savimbi seja transladado para Andulo, província do Bié onde se encontra o jazigo da família. (RFI)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA