União Kazukuta do Sambizanga-o grande homenageado do Carnaval em 2016

Grupo carnavalesco União kAZUKUTA do Sambizanga é o homenageado na presente edição do carnaval (Foto: Lucas Neto)

O grupo carnavalesco União Kazukuta do Sambizanga, do distrito Urbano do Sambizanga vê, este ano, o seu esforço, dedicação e contributo à preservação e valorização do Carnaval ao longo de 32 anos de existência reconhecido e valorizado, fruto da homenagem do Ministério da Cultura, através da Comissão Preparatória Nacional do Carnaval.

Eterno candidato ao título e rival principal do União Operário Kabocomeu, também do mesmo distrito e com o mesmo estilo de dança: a kazukuta, o grupo fica arredado da luta pelo título como consequência da homenagem mas acabará com o cofre cheio pois como recompensa recebe nada mais do três milhões de kwanzas.

Comandado por comandado por Manuel Gonçalves, o União Kazukuta do Sambizanga é um dos “habitués” da maior manifestação cultural do país, fazendo da Marginal a pista ideal para a demonstração da força do kazukuta, numa luta constante com o Operário Kabocomeu-o criador do estilo. Com um leque de executantes bastante experientes e rodados nas lides carnavalescas, a agremiação tem procurado, ao longo dos últimos anos, resgatar a mística que o levou à ribalta em anos anteriores.

O União Kazukuta do Sambizanga foi criado a 6 de Junho de 1983 depois da desagregação do grupo Maiado em 1974, tendo como dança predominante a Kazukuta.

Com 31 participações no Carnaval de Luanda, o grupo tem na sua um título conquistado em 2001, tendo nas sua fileiras 250 integrantes.

Nos últimos anos, o Ministério da Cultura já homenageou, pela preservação desta tradição que se identifica com o povo angolano, grupos como o União Mundo da Ilha, União Operário Kabocomeu e União Kwanza, União 10 de Dezembro, União Povo da Samba (Luanda), enquanto das demais províncias mereceram homenagem o União Mundo do Samanyonga, da Lunda Norte, Tunda Nzola, de Cabinda, Torre do Tombo, Namibe, grupo carnavalesco Ferrovia, da Huíla, grupo carnavalesco Katyavava, do Huambo, entre outros. (ANGOP)

por Venceslau Mateus

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA