Uíge: Administrador de Ambuíla denuncia exploração ilegal de madeira

Município de ambuíla regista casos de exploração ilegal de madeira (Foto: Diniz Simão/arquivo)

O administrador municipal de Ambuíla, José Baptista António, denunciou hoje (sexta-feira) a exploração ilegal de madeira na região, uma acção diária que envolve máquinas e camiões.

A exploração da madeira na região é feita por empresas maioritariamente desconhecidas. Muitas delas não têm registo na administração municipal e estão instaladas nas matas, afirmou José Baptista António, quando falava à Angop.

Disse que em consequência dessa acção, diariamente dezenas de toros são transportados para pontos incertos.

O administrador referiu que além da exploração da madeira em grande escala, as máquinas e camiões usam danificam as vias terciárias e pontes, deixando-as quase intransitáveis, uma situação que está a criar embaraços aos camponeses, sobretudo, no escoamento dos produtos do campo para a cidade.

José Baptista António informou ter dificuldades para desencorajar essa prática, faltam de técnicos do Instituto de Desenvolvimento Florestal no município para fiscalizar o que considerou garimpeiros de madeira.

O município de Ambuíla é um dos maiores produtores da madeira na província, possui grandes florestas com árvores típicas para a madeira e a produção de diversos tipos de mobiliários. (ANGOP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA