Turquia teme chegada de até 600 mil refugiados sírios a sua fronteira

(AFP)

A Turquia teme que os combates ao redor da cidade síria de Aleppo (norte) provoquem uma nova onda de até 600.000 sírios para a sua fronteira, indicou nesta segunda-feira o vice-primeiro-ministro turco, Numan Kurtulmus.

“A pior situação que poderia acontecer a curto prazo nesta região seria uma nova onda de 600.000 refugiados na fronteira turca”, declarou o porta-voz do governo, após um conselho de ministros.

O Exército do regime de Bashar al-Assad lançou há uma semana, com o apoio da aviação russa, uma ofensiva contra os rebeldes em torno da cidade de Aleppo, que levou dezenas de milhares de civis a abandonar seus lares.

“Como consequência, observa-se que 200 mil pessoas foram obrigadas a fugir, das quais 65 mil para a Turquia e 135 mil para outras regiões da Síria”, acrescentou Kurtulmus.

Trinta mil pessoas, principalmente mulheres e crianças, concentravam-se hoje na fronteira turca, em condições precárias. O governo turco mantém o posto fronteiriço de Oncupinar fechado. (AFP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA