Turquia: Explosão em Ancara faz, pelo menos, 18 mortos

(EURONEWS)

Pelo menos cinco pessoas morreram, quando autocarros com militares foram alvo do que parece ser um carro armadilhado, em Ancara.

Informações ainda não confirmadas, avançadas pelo televisão turca NTV, falam mesmo de 18 vítimas mortais.

Várias pessoas ficaram igualmente feridas. Cerca de 20 ambulâncias foram enviadas para o local.

Segundo o governador local, Mehmet Kılıçlar, a explosão foi causada por um carro armadilhado.

Fontes oficiais do exército confirmam que o alvo foram autocarros que transportavam militares, atacados quando se encontravam parados nos semáforos.

A deflagração ocorreu no bairro de Çankaya, uma zona da capital turca onde se situam instalações militares e os comandos centrais da Marinha, da Força Aérea e do Estado Maior do Exército, assim como o Parlamento.

O primeiro-ministro turco, Amhet Davutoğlu, que tinha programada uma viagem a Bruxelas, onde deveria discutir questões ligadas à imigração, já cancelou a deslocação.

O ministro do Interior e Omer Celik, porta-voz do AKP, o partido do poder, já qualificaram o ataque de ato terrorista.

O atentado não foi, ainda, reivindicado. Mas as forças de segurança turca dizem que os primeiros indícios apontam para o Curdistão.

Os ataques com explosivos contra colunas militares são, de facto, uma das táticas habituais do PKK, o ilegalizado Partido dos Trabalhadores do Curdistão.

No entanto, os ataques do PKK costumam situar-se no sudeste da Turquia pelo que esta seria a primeira vez que um ato deste calibre visaria a capital turca.

Este ataque surge após um outro, em Outubro, atribuído ao Estado Islâmico, que matou mais de 100 pessoas, igualmente na capital turca. (EURONEWS)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA