Ministro Muandumba encoraja promoção da paz

Ministro da Juventude e Desporto, Gonçalves Muandumba, no acto de abertura do CANFEU 2016 (Foto: Osvaldo Serafim)

O ministro da Juventude e Desportos, Gonçalves Muandumba, recomendou nesta segunda-feira, na província do Namibe, que os estudantes angolanos sejam engajados e responsáveis na promoção da paz, da concórdia, da solidariedade, do civismo e do patriotismo.

Ao discursar no acto de abertura da 14ª edição do Campo Nacional de Férias dos Estudantes Universitários (Canfeu), que decorre até dia 26 deste mês, disse que, volvidas quatro décadas desde a conquista da Independência Nacional, tem de se continuar a honrar os heróis da Pátria.

Afirmou que esses heróis deram o melhor para se viver em paz e harmonia, rumo ao almejado desenvolvimento sustentado.

Disse que os jovens devem cumprir com as condições iniciais, concretamente os valores da cidadania, do respeito, da honra e da responsabilidade, para salvaguardarem a sua qualificação académica e técnica, enquanto futuros profissionais.

Considerou o Canfeu uma oportunidade para 1500 jovens angolanos tomarem contacto com novas realidades, conhecerem outros jovens, diferentes maneiras de pensar, de estar, uma oportunidade para juntos serem solidários e voluntários.

Reforçou que o encontro dos estudantes universitários será uma oportunidade para estes jovens terem um espaço para debater, discutir o seu papel na nova conjuntura internacional e nacional, que exige novas abordagens.

“Esta nova conjuntura, também conhecida como crise económica e financeira, não é especifica de Angola; é mundial. A forma de lidar com a crise é que é necessariamente distinta e o nosso governo, encabeçado pelo Presidente José Eduardo dos Santos, fez da diversificação da economia a chave-mestra para dar resposta”, declarou.

Considerou fundamental que os estudantes universitários, enquanto futuros profissionais, cultivem amizades, combatam a violência nas suas diferentes formas e continuem empenhados no desenvolvimento do associativismo juvenil, mormente o universitário.

Apresentando a saudação do Presidente José Eduardo dos Santos aos jovens presentes nesta edição, o governante afirmou que dos estudantes universitários exige-se a imaginação, criatividade e espírito de empreendedor.

“Estas são as palavras mágicas, num tempo e num momento de crise”.

A cerimónia de abertura da presente edição do Canfeu contou com intervenções do primeiro secretário nacional da JMPLA, Sérgio Luther Rescova Joaquim, e do governador provincial do Namibe, Rui Falcão, na presença do secretário do Estado do Urbanismo, Nhanga Calunga de Assunção.

Gonçalves Muandumba, que é também membro do Bureau Político do MPLA, representou na cerimónia de abertura o Vice-presidente do partido no poder, Roberto Victor de Almeida.

O Canfeu é uma actividade de carácter anual, que tem por finalidade proporcionar aos jovens a troca de experiência sobre temáticas diversas e um conhecimento real das províncias do país, através de visitas a locais históricos e a empreendimentos distintos.

O campo de férias já foi realizado nas províncias do Huambo (em 2003), Huíla (2004), Cuanza Sul (2005), Cabinda (2006), Benguela (2007), Cuanza Norte (2008), Uíge (2010), Cuando Cubango (2011), Lunda Sul (2012), Zaire (2013), Cunene (2014) e Moxico (2015). (ANGOP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA