Ler Agora:
Quer queiram quer não, Bloco e PCP “passaram no exame Bruxelas”
Artigo completo 2 minutos de leitura

Quer queiram quer não, Bloco e PCP “passaram no exame Bruxelas”

Manuela Ferreira Leite acredita que não foi a avaliação da Moody’s que melhorou a credibilidade do país, mas sim o facto de o Orçamento ter sido aprovado.

Um dos temas analisado durante o espaço de comentário de Manuela Ferreira Leite, na antena da TVI 24, foi a avaliação positiva dada hoje pela Moody’s a Portugal, depois do Orçamento do Estado ter sido aprovado.

Questionada se esta avaliação era uma “prova de credibilidade”, a antiga ministra das finanças rejeitou essa leitura e disse antes que “o ponto fundamental da credibilidade que possa ter dado o Orçamento foi o facto de haver uma desconfiança grande dada ao tipo de forças que apoiam este Governo”, referindo-se ao Bloco de Esquerda e Partido Comunista.

Essas forças políticas, lembrou, “são claramente contra as orientações europeias”. Por isso, a credibilidade portuguesa ficou reforçada quando dois partidos anti-europeistas aceitaram um documento que já tinha recebido previamente o aval da Comissão Europeia. Ou seja, Bloco e PCP “passaram no exame Bruxelas” mesmo sem querer fazê-lo, como explicou a antiga governante.

O facto de terem estado ‘em linha’ com a Europa causou até “intranquilidade ou algum mau estar” dentro dos dois partidos, razão pela qual, diz, “assim que o Orçamento foi aprovado, logo de seguida cada um deles lançou para cima da mesa temas que sabem que provavelmente não fazem parte do acordo com o PS, mas que querem discutir para provar a sua posição relativamente a Bruxelas”.

“Só assim se compreende que o PCP tenha levantado o problema da nacionalização do Novo Banco e o Bloco a reestruturação da dívida, quando eles sabem que são temas que têm de ter a sua maturação e não é por fazermos um discurso na Assembleia que resolvemos algum dia esse problema”, concluiu. (Noticias ao Minuto)

por João Oliveira

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado. Os campos com são obrigatórios *

Input your search keywords and press Enter.
Translate »