PS inicia jornadas parlamentares centradas no Orçamento e interioridade

(Lusa)

O PS inicia hoje, em Vila Real, as suas primeiras Jornadas Parlamentares da presente legislatura, que serão encerradas no sábado pelo primeiro-ministro e líder socialista, tendo as questões da interioridade e do Orçamento na agenda.

No plano político, além do discurso final de António Costa e da intervenção de abertura a cargo do presidente socialista e do Grupo Parlamentar, Carlos César, falarão também perante os deputados do PS os ministros das Finanças (Mário Centeno), da Economia (Manuel Caldeira Cabral), Adjunto do primeiro-ministro (Eduardo Cabrita) e do Planeamento e Infraestruturas (Pedro Marques).

Apesar de as jornadas ocorrerem a poucos dias do início da discussão na generalidade do Orçamento do Estado para 2016, Carlos César advertiu no entanto que as Jornadas Parlamentares do PS “não estarão referenciadas” em termos de aprovação de propostas de alteração ao documento do Governo.

“Não há dúvida que o PS apresentará propostas de alteração ao Orçamento, mas essa reflexão decorrerá no âmbito interno do Grupo Parlamentar – reflexão que é também partilhada com o Governo”, especificou o ex-presidente do Governo Regional dos Açores.

Em relação ao Orçamento do Estado para 2016, Carlos César fez antes questão de salientar o caráter “decisivo” do voto dos deputados socialistas, tendo em vista a eventual aprovação de propostas de alteração por parte de outras forças políticas, casos do Bloco de Esquerda, PCP e “os Verdes”.

“Portanto, não apenas do acordo do Governo, dependerá também do Grupo Parlamentar do PS a aprovação dessas propostas – e isso está a ser objeto de reflexão. Da parte do PS, renovamos que todas as propostas são boas, independentemente da sua origem. Como tal, se estivermos perante propostas que não adulterem a orientação orçamental, que assegurem alguma neutralidade ao nível de custos e que sejam consonantes com o programa do Governo, avaliaremos essas propostas de forma tendencialmente positiva, sejam do CDS-PP, do PCP ou Bloco de Esquerda”, frisou Carlos César.

As Jornadas Parlamentares do PS começam hoje de manhã com visitas de vários grupos de deputados a municípios do distrito de Vila Real, nomeadamente Montalegre, Chaves, Ribeira de Pena, Mondim de Basto, Santa Marta de Penaguião, Murça, Sabrosa, Mesão Frio e Régua.

“A escolha de Vila Real para palco das Jornadas Parlamentares tem um caráter político e foi feita para compreensão e esboço de solução dos problemas da interioridade. Neste caso, a nossa reflexão será feita em conjunto com as instituições locais e regionais. Os convidados de excelência nestas jornadas serão o povo e as instituições de cada um dos municípios deste distrito” de Trás-os-Montes, acentuou o presidente do Grupo Parlamentar do PS. (Noticias ao Minuto)

por Lusa

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA