PRS pede ao Presidente guineense que assuma as suas responsabilidades

(VOA)

O principal partido na oposição na Guiné-Bissau, o Partido da Renovação Social (PTS), admite provocar manifestações caso não não for encontrada uma solução para a crise política no país.

O aviso foi feito pelo presidente do PRS Alberto Lambreia num encontro com militantes em João Landim, em Bissau.

Lambreia acusou o PAIGC pela crise no país e disse que a Guiné-Bissau não pode ficar parada, nem a economia estagnada devido a divergências no seio do partido no poder.

Ele desafiou o Presidente da República a “assumir as suas responsabilidades”.

“Se isto continuar assim, nós vamos levar o povo para a rua, para uma manifestação”, anunciou o presidente dos renovadores.

A reacção do PRS acontece no dia em que a mesa da Assembleia Nacional Popular (ANP) adiou o reinício da sessão parlamentar em curso para depois de uma decisão final da justiça sobre a expulsão dos 15 deputados afastados do PAIGC. (VOA)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA