Portugal emite aviso aos viajantes para crise militar no centro de Moçambique

As autoridades portuguesas emitiram ontem um aviso aos viajantes no centro de Moçambique devido à crise político-militar Foto: D.R

As autoridades portuguesas emitiram hoje um aviso aos viajantes no centro de Moçambique devido à crise político-militar entre o executivo moçambicano e o maior partido de oposição, Renamo, anunciou o Consulado-Geral de Portugal em Maputo.

“Persistem tensões político-militares entre o Governo moçambicano e o maior partido de oposição, Renamo (Resistência Nacional Moçambicana), sobretudo nas províncias do centro [Sofala, Manica, Tete e Zambézia e norte de Inhambane], onde têm vindo a ser noticiados incidentes, incluindo confrontos armados”, declara o aviso.

As autoridades consulares portuguesas recomendam “medidas adicionais de prudência, vigilância e autoproteção” nas zonas de risco, que, além da estrada N1, na província de Sofala, incluem também a N6, em Manica, “enquanto a situação de instabilidade perdurar, para além do acompanhamento do evoluir da situação através da comunicação social”. (Agência Lusa)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA