Papa Franciso apaga mil anos de separação entre católicos romanos e ortodoxos (vídeo)

(EURONEWS)

O papa Francisco inicia hoje a sua primeira viagem pontifical ao México, e que se prolonga até quinta-feira, antecedida de uma escala em Havana, Cuba, onde se encontrou com o patriarca ortodoxo russo Kiril. Planeado há anos, o encontro é um importante passo para a reaproximação após uma cisão de mil anos entre católicos romanos e ortodoxos. O sumo pontífice já havia afirmado que se encontraria com o patriarca Kirill “onde ele quisesse”. A reunião em Cuba foi anunciada na semana passada pelas duas igrejas num comunicado conjunto.

“É claro que isto é muito importante, cria novos horizontes de esperança para nós, não só em termos da relação, em termos do valor cultural do encontro, do diálogo e da reconciliação”.

As igrejas Católica Apostólica Romana e Católica Apostólica Ortodoxa separaram-se durante a Grande Cisma do Oriente, em 1504, quando os líderes das igrejas em Roma e Constantinopla se excomungaram mutuamente. Desde então, elas divergem em uma série de assuntos, incluindo a supremacia do papa.

Cerca de dois terços dos cristãos ortodoxos do mundo, aproximadamente 200 milhões de pessoas, pertencem à Igreja Ortodoxa Russa. A Igreja Católica afirma ter 1,2 mil milhões de fiéis. (EURONEWS)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA