Órgãos da Pool Energética da África Austral realizam 46ª reunião em Luanda

Jovelina Imperial (direita) e Luis Filipe da Silva na inauguração da exposição de equipamentos eléctricos (Foto: foto de Lino Guimarães)

A 46ª Reunião dos Órgãos da Pool Energética da África Austral (SAPP) tem como foco, a análise da situação actual entre a procura e oferta de energia eléctrica na região, afirmou, nesta segunda-feira, em Luanda, o secretário de Estado das Águas, Luís Filipe.

Segundo o responsável, que discursava em representação do ministro da Energia e Águas, João Baptista Borges, na abertura do fórum, que decorre de 22 a 24 de Fevereiro na capital do país, realçou que o mesmo visa analisar o processo relativo à interligação entre os sistemas eléctricos de Angola e da Namíbia.

Frisou que vai se analisar o grau de cumprimento das recomendações saídas da 34ª reunião dos ministros da Comunidade de Desenvolvimento da África Austral (SADC) responsáveis pela Energia, realizada nos finais de Julho, em Joanesburgo, África do Sul.

Acrescentou que vai-se abordar os desafios e progressos alcançados até a data no que diz respeito a implementação de projectos de produção e transporte de electricidade nos países membros, bem como a gestão da procura e implementação de tarifas que reflectem os recursos.

Referiu que o Executivo angolano reconhece, no âmbito da Política e Estratégica de Segurança Energética Nacional, que está em curso em todo o território nacional projectos estruturantes, com o objectivo de elevar o nível de industrialização do país e promover o bem-estar das populações.

Dentre os projectos em curso, Luís Filipe destacou a modernização e expansão da central hidroeléctrica de Cambembe, que passará a dispor de uma potência instalada de 960 MW, a construção da central ciclo combinado do Soyo, com 750 MW, bem como a construção da barragem de Laúca, com 2067 MW.

E esses projectos concorrerão para corresponder, internamente, às necessidades da industrialização do país e permitirão que se atinja, até 2017, uma capacidade instalada que permitirá melhorar significativamente os índices da oferta de energia eléctrica.

Esteve presente no acto, a vice-governadora da província de Luanda para área política e social, Jovelina Imperial, em representação do governador provincial de Luanda, Higino Carneiro, e profissionais das Empresas de Electricidade dos Países membros da Comunidade de Desenvolvimento da África Austral (SADC). (ANGOP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA